,

MEU FILHO BATE NOS COLEGAS

A violência escolar é um tema bastante importante para ser discutido. A criança pode receber estímulos e ficar perturbada antes de adentrar á vida escolar, ou durante esta nova etapa da vida. Muitas crianças têm dificuldades de compreensão com algumas informações, ou até mesmo, problemas para lidar com as mesmas. A partir disto, pode gerar angustia, seguida de ansiedade, podendo ser expressa com violência, depressão e/ou afastamento do convívio social por serem discriminadas por sua conduta.

Em psicologia infantil, têm-se a informação de que a agressividade moderada é importante para o desenvolvimento do indivíduo, em contrapartida a violência demonstrada em algumas escolas ultrapassa os limites do conhecimento pessoal que cada pessoa deve ter de si, dificultando a solução deste problema, que também está ligado ao convívio social fora das escolas.

E como encontrar meios que deem a volta por cima desta situação?

Brincar significa entreter-se, distrair-se, esta é uma ação lúdica que está presente em todos os indivíduos, desde o nascimento. Esta ação pode ser satisfatória quando investida, desenvolvendo aspectos sociais, intelectuais e afetivos, auxiliando nestes convívios de forma direta, centrando energias em suas diferentes emoções, transformando-as em positivas. Este é um método de expressão de sentimentos, o que fora reprimido tem sua vez de ser expandido.

A angústia, tristeza, medo, raiva (…) são emoções necessárias para o ser humano. Por meio delas, conhecemos novas técnicas de manejo, aprendemos a nos adaptar em diferentes situações. O lúdico, além de, motivar a canalizar energias, também, é um aprendizado sobre emoções, as quais, todos os humanos têm que saber como lidar em diferentes etapas de vida e que a frustração sempre existirá e que podemos contornar esta situação.

Com relação ao circulo de amizades, vale a pena destacar, que crianças que possuem amigos aprendem a ser mais calmas, por conta do convívio social, diferente daquelas que vivem isoladas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *